Desumanização, coisificação (Parte 1)

A reificação ou coisificação: é a transformação dos seres humanos em coisas. Em consequência, a “humanização” da mercadoria leva à desumanização da pessoa, isto é, o indivíduo é transformado em mercadoria, em objeto de posse de outro.

o que é coisa?

É algo material, mas também pode ser incorpóreo (imaterial), quando utilizamos a palavra estamos fazendo menção a um objeto, peça, acessório, utensílio, produto, instrumento, elemento.

Enfim, qualquer item que exista e que não nomeamos especificamente. A palavra coisa também pode se referir a algo de pouco valor.

Ainda existe a possibilidade de colocarmos a palavra a exemplo de um pensamento, de uma ideia. Por exemplo, “Não consigo tirar essa coisa da minha cabeça!”

Como uma palavra com tantos sentidos e formas para expressar objetos, também pode servir para desqualificar o ser humano na sua plenitude? Enfim, como um ser humano transforma-se em menos, transforma-se em objeto, posse, mercadoria?

Sabemos que há poucos séculos pessoas foram utilizadas para o trabalho sem quaisquer remunerações ou possibilidade de bem-estar. A escravidão só foi possível porque os seres humanos apreendidos tiveram a sua humanidade subtraída. O humano quando escravizado se torna coisa, mercadoria de alguém. Ele tem todos os seus direitos extraídos.

Por exemplo, imaginemos um boi que vai para cima de um grupo de pessoas, pisoteia algumas delas, ocasionando a morte de alguém. Esse boi será responsabilizado?  As leis foram elaboradas para promover a ordem entre as pessoas que estão convivendo em sociedade, todos temos alguma noção do que é legal e do que não é. É muito possível que o dono do boi seja responsabilizado pela tragédia. Agora, vamos fazer o exercício de imaginar um escravo provocando a morte de alguém. Hoje, a qualquer pessoa que cometa um crime a lei recairá sobre ela, será julgada pelos seus pares, isto é, outras pessoas da sociedade. Mas, caso um escravo cometesse algo parecido, a ele não caberia um julgamento pelo fato de que ele não era considerado pessoa, mas sim mercadoria, coisa. Cabia ao senhor, ao dono do escravo a punição que entendesse como mais apropriada.


Mas e no século XXI? Sabemos que ainda existem condições de trabalho análogas (parecidas) à escravidão. Mas ainda encontramos formas em que as pessoas são transformadas ou pensadas como coisas?

Desumanização, coisificação (Parte 2)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.