Filósofo “alemão” (Marx nasceu não necessariamente na Alemanha e sim na Prússia) do SÉC.XIX, possui uma obra muito extensa e de difícil compreensão, apesar de ter escrito algumas obras didáticas voltada para os trabalhadores, possui algumas bem difíceis de se entender, bastante científicas. O contexto social e Histórico em que Marx escreve é a Revolução Industrial e as complicadas relações de trabalho, relações de produção cada vez mais contraditórias, assim como outros filósofos como Hegel, que também estão nesse contexto de Revolução Industrial. Porém Marx tenta trazer uma nova tona para tentar entender essas relações.

Buscando interpretar e criticar o mundo capitalista, apesar de seguir algumas vertentes de Hegel na juventude (jovem hegeliano) na maturidade buscou uma vertente mais MATERIALISTA, ou seja, que a relação materialista seria a transformadora da sociedade.

Principais Obras de Karl Marx

  • O Manifesto Comunista (1848) (Marx e Engels)
  • Trabalho Assalariado e Capital (1849)
  • O 18 Brumário de Luís Bonaparte (1852)
  • Contribuição à Crítica da Economia Política (1859)
  • O Capital (1867)
  • Guerra Civil na França (1871)

“A história da sociedade até aos nossos dias é a história da luta de classes”

CLASSES SOCIAIS SEGUNDO KARL MARX

Para Marx, o conceito de classe social traz à tona um conflito entre DOIS GRUPOS, uma vez que para ele há apenas duas classes no modelo capitalista – I) os donos dos meios de produção e II)os trabalhadores – A divisão social do trabalho funciona de acordo com a exploração da mão de obra do proletariado pela burguesia. Na visão marxista, a classe burguesa se apropria da força de trabalho dos indivíduos para alcançar grandes lucros. Dessa forma, não existe a possibilidade de ascensão social, pois as pessoas exploradas não têm as mínimas condições de promover a sua mudança na pirâmide social. 

Esse tipo de exploração, para Marx, evidencia um conflito e é motivo suficiente para estimular uma reação por parte do proletariado. A chamada revolução do proletariado, escrita pelo autor e Friedrich Engels no livro “Manifesto do Partido Comunista”, poderia permitir a retirada dos meios de produção das mãos daqueles que detêm o capital para o controle do Estado. O Estado, por sua vez, seria o responsável pela distribuição de renda de maneira igualitária. Com esse sistema de governo, de acordo com Marx e Engels, a burguesia deixaria de existir, assim como as diferenciações entre as classes sociais. 

EQUÍVOCOS SOBRE A TEORIA DE K. MARX

MATERIALISMO HISTÓRICO PARA MARX E ENGELS

Karl Marx e Friedrich Engels são os principais teóricos que discutem o materialismo histórico. Ambos tiveram a oportunidade de presenciar o crescimento de fábricas e indústrias, e o processo de urbanização, que veio acompanhado pelo crescimento da desigualdade social, juntamente com inchamento dos espaços urbanos. Estava claro que essa nova configuração social se relacionava com a desigualdade econômica das diferentes camadas sociais. Para o materialismo histórico esses fenômenos sociais tinham respostas nos meios materiais. Sendo assim, em uma sociedade capitalista os sujeitos são moldados de acordo com a sua situação material ou econômica e por isso eles estarão submetidos a realidades materiais diferentes.Para compreender o materialismo histórico, Marx se apropria de outro conceito, o da dialética, que em uma definição bem genérica refere-se ao conflito causado pela contradição entre teorias. Ela é constituída por quatro elementos fundamentais:

  • O materialismo se contrapõe ao idealismo de Hegel;
  • O ser humano determina a consciência;
  • A matéria não é imóvel, mas sofre transformações e está sempre se modificando e influenciando a vida das pessoas;
  • O questionamento das contradições dos fatos e da matéria. 

dialética marxista afirma que o indivíduo modifica sua história através da práxis, ou da ação, são as práticas do dia a dia que fazem a mudança e não as ideias. Quando o homem modifica a matéria, aí ele constrói um outro pensamento e pode formar sua realidade. Daí que se origina a luta de classes e faz da dialética a base filosófica para o materialismo histórico. Em um contexto no qual a classe burguesa detém os meios de produção e classe proletária recebe um salário para oferecer sua força de trabalho, a mudança só vai ocorrer através de uma ação ou uma revolta. A menos que a classe trabalhadora faça esse exercício, a classe dominante vai continuar no poder explorando os seus empregados. 

SE LIGA NESSE RESUMO !!!!

RESOLVA A ATIVIDADE ABAIXO REFERENTE AOS AUTORES: MARX E WEBER

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.