Solidariedade Mecânica e Orgânica

DURKHEIM – SOLIDARIEDADE MECÂNICA E SOLIDARIEDADE ORGÂNICA

Émile Durkheim (1858-1917) é considerado um dos pais da Sociologia Moderna, sua atuação sistemática possibilitou status de disciplina acadêmica para a Sociologia. Fundador da escola francesa de Sociologia, acreditava que a sociedade seria regida por leis e uma ciência que dela se ocupasse para, assim formular generalizações que a explicasse. Considerava a Sociologia a ciência das instituições, cuja missão era reconstruir uma moral que respondesse às exigências do espírito científico da época. Vamos relembrar os conceitos de solidariedade mecânica e orgânica?

Solidariedade Social

A solidariedade segundo Durkheim é oriunda de dois tipos de consiência: a consciência coletiva (ou comum) e consciência individual. Cada indivíduo possui uma consciência individual que sofre influência da consciência coletiva, que nada mais é que a combinação das consciências individuais de todos os homens ao mesmo tempo. A consciência coletiva seria responsável pela formação de nossos valores morais, e exerce uma pressão externa aos indivíduos no momento de suas escolhas. A soma da consciência individual com a consciência coletiva forma o ser social.

Dentro da perspectiva sociológica durkheiminiana, a existência de uma sociedade só é possível a partir de um determinado grau de consenso entre seus membros constituintes: os indivíduos. Esse consenso se assenta, basicamente no processo de adequação da consciência individual à consciência coletiva. Dependendo do grau de consenso temos dois tipos de solidariedade.

Solidariedade mecânica

A sociedade em sua fase primitiva se organizava socialmente a partir das semelhanças psíquicas e sociais entre os membros individuais. Nessas sociedades, os indivíduos que a integravam compartilhavam dos mesmos valores sociais, tanto no que se refere às crenças religiosas como em relação aos interesses materiais necessários à subsistência do grupo, essa correspondência de valores é que assegurava a coesão social.


Solidariedade orgânica

Já nas sociedades ditas “modernas” ou “complexas” do ponto de vista da maior diferenciação individual e social, existe a solidariedade orgânica.

Neste modelo, cada indivíduo tem uma função e depende dos outros para sobreviver. A Solidariedade Orgânica é fruto das diferenças sociais, já que são essas diferenças que unem os indivíduos pela necessidade de troca de serviços e pela sua interdependência.

O indivíduo é socializado porque, embora tenha sua individualidade, depende dos demais e, por isso, se sente parte de um todo. Os membros da sociedade onde predomina a Solidariedade Orgânica estão unidos pelo laço oriundo da divisão do trabalho social.

Solidariedades

MECÂNICAORGÂNICA
sociedades simplessociedades complexas
função social semelhante e não fluídafunção social especializada
pouca divisão social do trabalhoalta divisão social do trabalho
mecanismo de coerção imediato, violento e punitivomecanismo de coerção formal, exercido de maneira mediada
Direito punitivoDireito restitutivo
sociedade economicamente simplessociedade economicamente complexa e diversificada


Atividade 1

1.Assista ao vídeo e responda as seguintes questões:

a) Por que ele representa a solidariedade mecânica?

b) Na sociedade em que vivemos há coesão social?

2.Com relação aos conceitos de solidariedade mecânica e solidariedade orgânica, assinale a alternativa INCORRETA:

a) a solidariedade orgânica é própria dos “organismos” sociais pós-capitalistas

b) a solidariedade mecânica é a forma de coesão própria das sociedades pré-capitalistas

c) a solidariedade orgânica define-se como aquela em que a coesão se dá pela diferenciação das funções

d) a solidariedade mecânica está assentada na semelhança das funções

3.Durkheim argumentou que foi diante da grande explosão populacional e do consequente aumento da “densidade moral”, ou seja, o aumento do contato entre diferentes valores e costumes que existiam nos diferentes grupos quando fragmentados, que a força do policiamento moral que as sociedades tradicionais possuíam diminuiu. A que momento da história esses fatos relatados por Durkheim pertencem?

a) Revolução Gloriosa

b) Renascimento

c) Era medieval

d) Revolução Industrial


As atividades devem ser encaminhadas para o e-mail kardia.sociologia@gmail.com

Precisa constar: nome, número, série e turma.


Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.